Windows Live Messenger + Facebook

quinta-feira, 5 de abril de 2012

RIO DAS OSTRAS,HISTORIA E TURISMO


História de Rio das Ostras

Foto: Fundação Rio das Ostras de Cultura
Foto do Plebiscito - Manifestantes em um palnque e uma faixa com os seguintes dizeres: Deve ser criado o município de Rio das Ostras - SIM - NÃO
Plebiscito
Localizada a cerca de 170 Km do Rio de Janeiro, Rio das Ostras é um dos poucos balneários que oferece praias, lagoas e atrativos de um circuito eco-rural recheado de delícias da culinária da “roça”. Banhada por uma extensa área costeira, com aproximadamente 28 quilômetros, o Município hoje é considerado referência em iniciativas culturais permanentes que deram início a programas e projetos de geração de emprego e renda, aliados ao princípio da autogestão financeira da Fundação Rio das Ostras de Cultura, instituição que gerencia as ações do setor no Município.

Igreja Matriz A origem de Rio das Ostras data, entretanto, de cerca de 4 mil anos, quando era habitada por caçadores e coletores semi-nômades, cuja presença pode ser comprovada em seu solo repleto de sambaquis, com áreas de sítios arqueológicos demarcadas em 1967 por pesquisadores do IAB - Instituto de Arqueologia Brasileira, confirmando sua pré-história.

Situada na Capitania de São Vicente, tinha a denominação de Leripe (que em tupi-guarani significa “Lugar de Ostra”) ou Seripe, sendo parte das terras da Sesmaria doada aos jesuítas pelo Capitão-Mor Governador Martins Corrêa de Sá em 20 de novembro de 1630. Esta faixa foi delimitada por dois marcos de pedra - PITOMBAS - colocados em Itapebussus e na barreta do Rio Leripe com a insígnia da Companhia de Jesus. Os Jesuítas foram responsáveis pelas primeiras construções na região como o Poço de Pedras do Largo de Nossa Senhora da Conceição e a antiga Igreja.

Conhecida então como Baía Formosa no século XIX, foi um próspero arraial e seu crescimento se deu ao redor da igreja e do Poço de Pedras. O Rio das Ostras era rota de tropeiros e comerciantes, mas no arraial já existiam internatos masculino e feminino, o Grande Hotel, o Posto de Polícia Provincial, a Igreja e o Poço do Largo, com água pura que jorrava a beira-mar. 
Foto: Fundação Rio das Ostras de Cultura
Foto da sessão eleitoral
Eleições de 1993


A história de Rio das Ostras é comprovada por meio de relatos de antigos navegadores que por aqui passaram como o sapateiro da expedição de Villegagnon França-Antártica em 1510, Jean de Lery, o naturalista Augustin François César Prouvençal de Saint Hilaire, o Príncipe alemão Maximilian Alexander Philipp Zu Wied Neuwied e, em 1847, o Imperador D. Pedro II, que descansou a sombra da, hoje, centenária figueira a beira-mar, após ser recebido com bandas de música e folguedos, conforme noticiaram os jornais da época.

Plebiscito / Eleições de 1993 No início do século XX, Rio das Ostras era carinhosamente chamada de Terra dos Peixes, uma simples aldeia de pescadores com abundante pesca no rio e mar, segundo depoimentos dos antigos moradores que foram reunidos em um livro de mesmo título, primeiro exemplar do Projeto Memória da Fundação Rio das Ostras de Cultura, publicado em 1997.

A expansão turística e a construção da Rodovia Amaral Peixoto, na década de 50, definitivamente contribuíram para o desenvolvimento da cidade que se transformou no valioso município de hoje. 
Foto: Fundação Rio das Ostras de Cultura
Foto das ruínas da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Ruínas da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Sua emancipação político-administrativa ocorreu em 10 de abril de 1992. Desde então, seu crescimento é considerado o maior do interior do Estado, cerca de 10% ao ano, distribuído em uma área territorial de 232 Km² de extensão.

Possui algumas das mais belas praias da Região da Costa do Sol ou Baixada Litorânea, e grandes investimentos na área cultural pela Fundação Rio das Ostras de Cultura. Quanto à rede hoteleira, é considerada uma das mais completas no cenário estadual, cuja ocupação total vem sendo uma constante devido ao grande fluxo turístico.

A criação da Zona Especial de Negócios-ZEN, uma feliz combinação de desenvolvimento e preservação ambiental, propiciou a vinda, inicialmente, de 80 empresas ligadas à “indústria do petróleo” para o Município, o que gerou uma ampliação do mercado de trabalho e, conseqüentemente, estimulou a capacitação de mão-de-obra local, por meio do Programa de Qualificação Profissional, uma iniciativa da Prefeitura de Rio das Ostras

Hoje, Rio das Ostras, apesar de ser uma cidade nova, é reconhecida por todo o Brasil. Primeiramente por seu potencial turístico e cultural; e, acima de tudo, pela visão empreendedora de seus governantes. É sem sombra de dúvida o município que, a cada dia, vem construindo com responsabilidade um futuro melhor.

    Descubra Rio das Ostras turismo

    Ícone de um ônibus
    Para a entrada de vans, microônibus ou ônibus de turismo em Rio das Ostras é necessário uma autorização dada pela Secretaria de Turismo, Industria e Comércio

    Maiores informações em:
    (22) 2771-6446
    Um lugar de natureza exuberante. A jovem cidade de 115 mil habitantes é uma das que mais crescem no Brasil. Praiassol, muitos atrativos e localização estratégica na Região dos Lagos, a Costa do Sol. Situada a 170 km da capital fluminense, Rio das Ostras conquista visitantes de todo o país.

    Rio das Ostras tem 28 km de litoral, águas limpas e tranqüilas e uma rede de atendimento capacitada. Cerca de 70 hotéis e pousadas oferecem mais de 3.300 leitos. Quem visita Rio das Ostras encontra uma prestação de serviços eficiente. Os investimentos na formação de mão-de-obra garantem atendimento qualificado para o setor, uma das principais atividades econômicas do município. A partir de 2005, a urbanização deu um salto em qualidade. O maior investimento em infra-estrutura da história de Rio das Ostras tornou a cidade mais bonita e melhorou a qualidade dos serviços. Uma mudança valorizada pelos moradores e apreciada pelos visitantes.

    A natureza foi generosa com Rio das Ostras. Suas 15 praias encantam pela preservação e infra-estrutura. O visitante encontra águas calmas e ideais para banhos. Mas, quem prefere emoções radicais pode contar com praias perfeitas para o surfe. Aliás, quando o assunto é praia Rio das Ostras tem opções para todos os estilos e o sol brilha pelo menos 300 dias por ano.

    Seja no Centro ou na orla dos bairros, a cidade convida para bons momentos. Bares, restaurantes e quiosques com o melhor da gastronomia regional. Atrações como a Praça da Baleia e área de lazer na orla de Costazul. Novas e belas paisagens incorporadas ao cenário natural com as obras de paisagismo e urbanização das praias do Centro, do Cemitério e da Tartaruga. Roteiro turístico que inclui também a Lagoa de Iriry, o Parque Municipal e o Parque dos Pássaros, o maior viveiro da América Latina. Destaque para o Monumento Natural dos Costões Rochosos, faixa de reserva ecológica, rica em fauna e flora.

    Todo esse patrimônio natural é preservado com responsabilidade. Rio das Ostras tem hoje um dos mais eficientes e modernos sistemas de esgotamento sanitário do país, que impede a poluição do meio ambiente e garante a saúde de toda cidade. Um conjunto de obras iniciado em 2005 e que coloca Rio das Ostras na lista dos poucos municípios brasileiros que investem, massiçamente em tratamento de esgoto. Os atrativos históricos também fazem de Rio das Ostras um lugar especial. Museuscentros culturaisfeira de produtos artesanais e a variedade do comércio integram a programação dos visitantes. 


    A cidade que dá show de natureza também cria, incentiva e aprimora eventos que estão no calendário nacional. A cada ano, o carnaval e o réveillon recebem mais visitantes. Milhares de pessoas, gente de todas as regiões do país participam de eventos como o Encontro Nacional de Motociclistas, o Ostra Cycle e o Festival de Frutos do Mar, considerado uma das maiores referências em gastronomia no Estado do Rio de Janeiro. Platéias se unem para apreciar o Rio das Ostras Jazz & Blues Festival, evento que já ultrapassa nossas fronteiras com atrações nacionais e internacionais.

    Quem busca descanso, encontra na simplicidade do campo o lugar ideal. O Circuito Eco-Rural de Rio das Ostras reúne campo, montanhas e lagos. São dezenas de propriedades rurais que acolhem o turista e promovem uma nova atividade econômica, contato que também exalta os sabores dos sítios e fazendas. Natureza que encanta. Cidade que acolhe. Conhecer Rio das Ostras é aproveitar um dos mais belos e completos roteiros turístico e cultural do Brasil.
    Foto do Pôr do Sol na Orla da Praia do CentroFoto: Jorge Ronald

    Pontos Turísticos

    Rio das Ostras é uma cidade cheia de histórias e encantos naturais. Sua memória está na essência da cultura dos antigos povos que habitavam a região há milhares de anos. Não por acaso, a exuberância da natureza de Rio das Ostras convive em plena harmonia com as melhorias que o município vem recebendo nos últimos anos, com os investimentos gerados pelos royalties do petróleo extraído da Bacia de Campos. As praias que desenham sua costa são os atrativos mais procurados pelos turistas que chegam diariamente à cidade. As áreas de preservação do município provam que é possível crescer, preservando o meio ambiente.

    PARQUE NATURAL MUNICIPAL DOS PÁSSAROS

    PARQUE NATURAL MUNICIPAL DOS PÁSSAROS
    O parque tem o objetivo de preservar um conjunto de áreas que servem de abrigo para a reprodução de espécies de pássaros ameaçadas de extinção. Nele, os visitantes podem observar os pássaros, outras espécies e a vegetação característica da restinga, ao percorrer suas trilhas ecológicas.

    O Parque também conta com o maior Viveiro de Aves do Brasil. Com um volume de 48 mil m3, contém réplicas de ecossistemas do Bioma da Mata Atlântica e abriga aproximadamente 162 aves da região Sudeste do Brasil.

    Rua: Petrópolis, s/nº - Jardim Mariléa.
    Tel.: (22) 2760-6739 / 2760-6920

    PRAÇA DA BALEIA

    PRAÇA DA BALEIA
    Esta área de lazer e contemplação abriga a escultura de uma Baleia Jubarte com 20 metros de comprimento de estrutura metálica, recoberta com chapas de bronze e liga de latão.

    É de autoria do artista plástico, Roberto Sá, conhecido internacionalmente pelas por suas esculturas hiper-realistas. Esta é a maior homenagem a um cetáceo no mundo.

    PRAÇA DO TREM E FÁBRICA DE BONECAS

    PRAÇA DO TREM E FÁBRICA DE BONECAS
    PRAÇA DO TREM E FÁBRICA DE BONECAS
    A Praça do Trem possui uma área de 6.500 m², sendo 420 m² de área construída. Numa pequena estação construída no centro da praça estão instalados a Fábrica de Tapetes e Bonecas com um showroom.

    A Fábrica de Tapetes e Bonecas de Rocha Leão foi criada pelo Programa de Geração e Renda da Fundação Rio das Ostras de Cultura. Mulheres residentes no local foram qualificadas nos cursos e deram início à produção de tapetes e bonecas de pano.

    Rua: Henrique Sarzedas, s/nº Rocha Leão

    PIER DE COSTAZUL

    PIER DE COSTAZUL
    pier avança 200 metros para dentro da praia e além de permitir a observação de uma linda paisagem, é o novo ponto para pesca de caniço.

    Ideal para aproveitar o nascer do Sol e admirar toda orla da praia de Costazul vista por um outro ângulo, o Pier é parada obrigatória para quem quer fotografar as belezas naturais da cidade.

    PONTE ESTAIADA SOBRE O RIO DAS OSTRAS

    PONTE ESTAIADA SOBRE O RIO DAS OSTRAS
    A ponte sobre o rio das Ostras, com sua arquitetura futurista com vigas estaiadas, é um dos cartões-postais da cidade.

    Inaugurada no dia 12 de abril de 2007, a ponte ganhou uma iluminação diferenciada, assinada por Peter Gasper, um dos maiores especialistas do país.

    ORLA DE COSTAZUL

    ORLA DE COSTAZUL
    A orla de Costazul conta com área de lazer e preservação, com ciclovia, academia de ginástica ao ar livre, quiosques, playgrounds e 15 mil m² de área de restinga preservada.

    APA - LAGOA DO IRIRY

    APA - LAGOA DO IRIRY
    APA - LAGOA DO IRIRY
    Unidade de conservação que abriga a Lagoa de Iriry, conhecida pela sua água escura originada pela vegetação existente. Sua recente revitalização atrai visitantes, amantes da natureza.

    MONUMENTO NATURAL DOS COSTÕES ROCHOSOS

    MONUMENTO NATURAL DOS COSTÕES ROCHOSOS
    O Monumento Natural dos Costões Rochosos, é uma extensa faixa de rochas compreendida entre a Praia da Joana e a Praça da Baleia. Foi transformada em reserva ecológica pela prefeitura e possui grande riqueza de fauna e flora, além de uma bela vista do nascer do sol.

    Visitação livre

    CASA DA CULTURA BENTO COSTA JUNIOR

    CASA DA CULTURA BENTO COSTA JUNIOR
    Construída no final do século XIX para abrigar material de pesca e mais tarde como depósito de sal, somente em meados de 1940 foi transformada em residência da família do médico Bento Costa Júnior. O imóvel, considerado uma das mais antigas construções de Rio das Ostras, guarda em seu interior histórias significativas de uma pequena vila de pescadores.

    A avaliação oficial feita pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (INEPAC), considerou o espaço patrimônio histórico e cultural da cidade. O trabalho de restauração veio em seguida observando e mantendo seu estilo arquitetônico. Em seu salão de exposições, totalmente reformado, com iluminação adequada, são realizadas exposições de artistas plásticos dos mais variados estilos.

    SÍTIO ARQUEOLÓGICO SAMBAQUI DA TARIOBA

    Inaugurado em 1999, o museu é aberto à visitação pública com exposição permanente de peças catalogadas por época, origem e denominação pelo Instituto de Arqueologia Brasileira (IAB), em reconstituição da pré-história da região. Possui uma área escavada com restos de esqueletos e exposição de objetos de adorno, ostras gigantes, conchas, pedras (batedores e quebra-coquinhos), que caracterizam a ocupação de uma antiga civilização estimada entre 4 mil e 2 mil anos.

    O Sítio Arqueológico foi registrado com o nome Tarioba pelo próprio IAB em 1967. O termo sambaqui é de origem tupi-guarani e significa acúmulo de conchas. Em 2003 sofreu importante revitalização com instalação de sistema interno de som, vitrines e projeto de iluminação novos para melhor visualização do material exposto.

    POÇO DE PEDRAS DO LARGO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

    POÇO DE PEDRAS DO LARGO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
    Construído pelos escravos em meados do século XVIII, o Poço de Pedras do Largo de Nossa Senhora da Conceição serviu como marco para a construção da cidade de Rio das Ostras. Registros históricos indicam que o poço era utilizado pelos antigos navegadores que cruzavam a Baía Formosa e aportavam no cais do morro do Limão (atual Iate Clube) para que a tripulação pudesse ter água potável.

    Na década de 90, após as obras de calçamento da orla da Praia do Centro, o Poço de Pedras foi demolido. No ano de 2000, após o trabalho de busca de registro fotográfico antigo da cidade realizado pela Fundação Rio das Ostras de Cultura, foi totalmente reconstruído pela Prefeitura e passou a ser ponto constante de visitação de turistas.

    CENTRO FERROVIÁRIO DE CULTURA GUILHERME NOGUEIRA

    CENTRO FERROVIÁRIO DE CULTURA GUILHERME NOGUEIRA
    O Centro Ferroviário de Cultura funciona na antiga Estação Ferroviária de Rocha Leão. Sua construção, utilizando mão-de-obra escrava, iniciou em 1877 e foi concluída em 1887. As paredes, em blocos de pedra bruta fixadas com estrume, mantêm até hoje o ar bucólico da época. A cobertura do prédio, com telhas francesas vindas de Marseille (França), foram preservadas.

    Em 2006, uma revitalização foi realizada e todo o prédio ganhou novo visual com pintura externa em cores mais vivas. O Museu Ferroviário foi valorizado com nova iluminação e melhor disposição das peças pertencentes à antiga Leopoldina Railway.

    RIO DAS OSTRAS E MANGUEZAL

    RIO DAS OSTRAS E MANGUEZAL
    O rio que deu origem ao nome da cidade e nos seus 15km de extenção, em conjunto com o manguezal que hoje é área de proteção ambiental, abriga um dos principais ecossistemas do municipio e da região, com grande diversidade de fauna e flora.

    FIGUEIRA CENTENÁRIA

    FIGUEIRA CENTENÁRIA
    Árvore centenária localizada à beira-mar que, segundo relatos históricos, serviu de abrigo a Imperadores que faziam em Rio das Ostras uma breve parada em seu roteiro de viagem pela região. Foi revitalizada em 2000 pela Prefeitura. Agora conta, em seu redor, com bancos para que as pessoas possam descansar à sombra de sua copa e admirar as belezas da costa riostrense.

    A Figueira Centenária fica no calçadão da orla da Praia do Centro, em frente a Rua Maria Letícia, entre as praças José Pereira Câmara e São Pedro, no Centro da Cidade.
    Fotos: Cezar Fernandes, Daniel Deork, Jorge Ronald e Mauricio Rocha / Arquivo - Secretaria de Comunicação Social
    Foto aérea da praia de Costazul cheia de turistas em um dia de verãoFoto: Jorge Ronald

    Circuito de Praias

    Suas 15 praias encantam pela preservação e infra-estrutura. O visitante encontra águas calmas e ideais para banhos. Mas, quem prefere emoções radicais pode contar com praias perfeitas para o surfe. Aliás, quando o assunto é praia Rio das Ostras tem opções para todos os estilos e o sol brilha pelo menos 300 dias por ano.

    PRAIA DO ABRICÓ

    Primeira praia de Rio das Ostras a partir do município do Rio de Janeiro. Paisagem fascinante e muita tranqüilidade.
    PRAIA DA TARTARUGA

    Localizada em uma pequena enseada, situada entre as praias do Abricó e Praia do Bosque, recebe este nome pela incidência de tartarugas no local.
    PRAIA DO BOSQUE

    Situada entre as praias das Tartarugas e do Centro, destacam-se frondosas árvores que lembram um bosque, razão do nome. Tem profundidade ideal para banho e grande faixa de areia que propicia a prática de esportes, como vôlei de praia.
    PRAIA DA CENTRO

    Ideal para quem quer aproveitar uma praia tranqüila, mas não abre mão da infra-estrutura e do conforto dos bares, restaurantes e quiosques.

    PRAIA DO CEMITÉRIO

    Praia de enseada perfeita para banho, pertinho do Centro da cidade. Local onde os pequenos barcos de pesca e redes compõem a paisagem. É de lá se você pode ter a melhor vista do pôr-do-sol de Rio das Ostras.
    PRAIA DA BOCA DA BARRA

    Praia da foz do rio das Ostras, onde as águas se encontram num espetáculo diferente. Própria para crianças. Conta com infra-estrutura de quiosques e restaurantes e passou por um processo de revitalização.
    PRAIA DA JOANA

    Pequena praia que compõe o Monumento Natural dos Costões Rochosos, área de preservação ambiental de rara beleza.
    PRAIA VIRGEM

    Um lugar perfeito para curtir a natureza em toda sua plenitude, longe do agito do Centro da cidade. Propícia para prática de pesca, tanto de linha, como de mergulho.
    PRAIA DAS AREIAS NEGRAS

    Praia em forma de ferradura. O nome é devido à coloração mais escura da areia, com grande quantidade de monazita. Conta com pequenas piscinas naturais, próprias para o banho.
    PRAIA DO REMANSO

    Próxima à Praça da Baleia, é uma praia de enseada formada por rochedos. Conta com infra-estrutura e é freqüentada por famílias com crianças.
    PRAIA DE COSTAZUL

    Com 2,3 Km, é uma praia oceânica, point de surfistas, bodyboarders e amantes da pesca de caniço. Boa parte de sua orla foi contemplada com o projeto urbanístico mais moderno da região.
    PRAIA ENSEADA DAS GAIVOTAS

    Uma das praias mais tranqüilas de Rio das Ostras. Sua larga extensão de areia é própria a caminhadas à beira-mar. 
    PRAIA DE ITAPEBUSSUS

    Um lugar perfeito para curtir a natureza, longe do agito do Centro da cidade. Propícia para prática de pesca, tanto de linha, como de mergulho.
    PRAIA DO MAR DO NORTE

    Praia mais próxima a Macaé, conhecida por seus rochedos e pela vegetação de restinga preservada.
    PRAIA DAS PEDRINHAS

    Uma das mais belas praias da cidade, perfeita para curtir um dia tranquilo, longe da agitação do centro.

    Fotos: Cezar Fernandes, Daniel Deork, Jorge Ronald e Mauricio Rocha / Arquivo - Secretaria de Comunicação Social


    Fotos do Circuito Eco Rural de Rio das Ostras - Flores e Campo

    O Circuito

    Circuito Eco Rural
    Rio das Ostras, pelo próprio nome, sugere lazer e entretenimento à beira-mar. Até porque a cidade tem 28 quilômetros de lindo litoral, composto por 15 praias, grandes faixas de areia e vegetação de restinga exuberante. Mas é no Circuito Eco Rural que estão reunidos campo, montanhas, lagos e um “jeito da roça” capaz de encantar a todos, bem pertinho da cidade, em Cantagalo.

    Circuito Eco Rural O município já tinha um núcleo de produção rural voltado para o turismo bem antes da organização do Circuito. Com a disseminação do turismo rural pelo mundo, os proprietários locais identificaram a atividade, que até então era feita apenas para garantir a sobrevivência, como forma de desenvolvimento da área rural. E foi aí que buscaram a parceria da Prefeitura Municipal, do Sebrae/RJ, do Movimento Ecológico local, Emater/RJ e da Associação Brasileira de Turismo Rural do Rio de Janeiro – ABRATURR-RJ.

    O trabalho de identificar parceiros, diagnosticar as propriedades e disseminar a cultura do associativismo vem dando certo. Formatado em 2003 e credenciado pelo Instituto Regional de Cooperação e Desenvolvimento da Região da Alsácia na França em 2004, o Circuito Eco Rural de Rio das Ostras não é estático. Quem quiser se juntar ao grupo para acrescentar experiências e fazer com que este novo produto turístico seja cada vez mais interessante, é só chegar.

    O turismo rural é uma atividade econômica diferenciada que tem como objetivo mostrar a vida simples e garantir a sobrevivência do homem no campo, e até promover o processo inverso do êxodo rural. Ele funciona como complemento da atividade turística. É mais um produto que Rio das Ostras tem para oferecer aos turistas, mas é acima de tudo, uma opção de lazer e entretenimento para a população local.

    Circuito Eco Rural O Circuito Eco Rural de Rio das Ostras oferece aos visitantes áreas de lazer, pousadas, pesque-solte, passeios por trilhas ecológicas, restaurantes com comida típica, arvorismo, haras, criação de diversos animais de fazenda e a feirinha que comercializa produtos como geléias, doces, biscoitos caseiros, queijos, artesanato, licores e pimentas e funciona na Praça Waldemar Barcelos, em Cantagalo, nos fins de semana e feriados, das 9h às 15h. Tudo isso num ambiente de rara beleza, onde o meio ambiente proporciona ar puro e jeito de fazenda.

    O Circuito Eco Rural de Rio das Ostras é peça fundamental de um macro-programa para formatação de produtos turísticos, onde a Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio se encarrega de qualificar da mão-de-obra, propiciar as intervenções necessárias para garantir a infraestrutura, fazer a sinalização, e promover a comercialização e os eventos que irão dar visibilidade ao Circuito. Com sol ou chuva, o Circuito Eco-Rural de Rio das Ostras é sempre um bom programa para a família. 
    Fotos: Jorge Ronald / Arquivo - Secretaria de Comunicação Social

    Endereços

    Estrada de Cantagalo - Sem Número
    Praça Waldemar Barcelos, Centro de cantagalo
    Funcionamento: Sábados, domingos e feriados - das 9h às 15h



    Foto: Jorge Ronald





















    Nenhum comentário:

    Postar um comentário