Windows Live Messenger + Facebook

quinta-feira, 19 de abril de 2012

tamoios cabo frio

 tamoios cabo frio lagoas

em tamoios segundo distrito de cabo frio existe varias lagoas artificias que formam uma bela paisagem mais nem sempre foi assim,
Lagos artificiais restaram num lugar de uma Mata Atlântica. Há vinte e cinco anos esta área que aparece na foto acima, como se fosse uma grande lagoa, era totalmente coberta por uma vegetação. Seria melhor chamá-la de restinga de Mata Atlântica.
Mais que o seu progresso, os grandes intereses da construção civil atraíram empresas mineradoras para extração de areia lavada distribuída em toda Região dos Lagos e, a maior parte, mais de oitenta por cento, às grandes obras da capital, Rio de Janeiro.
Nós lembramos que antes disso, a areia era extraída de rios de água doce e também, embora salobra, alguns extraíam do próprio Mar, chamado Reta da Barra.
Os anos foram passando, invasões acontecendo, e por trás disso, a derrubada das matas, para obter o minério mais fácil. E se nós fossemos pensar que houvesse uma fiscalização eficaz, estávamos completamente enganados. Era com total liberdade que os intocáveis podiam fazer o que os interessava, que era evidentemente ganhar dinheiro, adquirir grandes caminhões, máquinas, e pedir para serem chamados de empresários com respeito.
Quando nós entramos na guerra, já havia empresas de vários municípios do Rio de Janeiro como São Gonçalo, Rio das Ostras, Casimiro de Abreu, Macaé, Cabo Frio e Arararuama, choviam licenças de tudo quanto é lado, sem muita preocupação se estavam ou não destruindo a natureza, principalmente o órgão que mais lincenciou o vício, a Feema.
Mas por trás delas, vêm de carona outros órgão, como Ibama, Serla o município ou até o Ministério da Minas e Energia. O primeiro órgão mencionado, concedia licenças provisórias ou temporárias em curto prazo. Alegavam que as empresas mineradoras tinham que apresentar em curto prazo, um estudo de impacto ambiental. Nada disso foi comprido. Durante os vinte e cinco anos de mineração destruíram mais de dez milhões de metros quadrados de mata.
As longas batalhas, sejam por denúncias nossas no Ministério Público, por operações na Polícia Federal e por ações na Justiça e ainda muitas outras, tramitam em julgamento, e se não fosse assim, a situação seria muito pior. Por falar em coisas piores e em pleno século XXI, órgãos fiscalizadores, ao invés de reprimirem a continuidade das agressões, revertem o papel e passam a ser relações públicas das negociações.
As informações que chegaram até nós, há poucos dias, são assustadoras: que a pretensão da liberação para continuação das atividades são dos mesmos que no passado foram os destuidores, não só da natureza daquela região, mas também da história, como sítios de Sambaquí e poluição visual. Queremos ainda acreditar que o Minitério Público está atento e com responsabilidade em viabilizar que o restinho da área daquela região não seja definitivamente liquidada sem que as providências tenham sido tomadas. Acho que as notícias não só locais como em rede nacional sejam suficientes para servir de alerta às autoridades.
E os órgãos que são pagos para fiscalizar que cumpram seu papel, e não se aliarem ao conselho que somados por esse Brasil afora no dia 08/04/2008 ajudou ao Brasil a conquistar o título de mundial de primeiro colocado em desmatamento.

Em tempo: As imagens por nós fotografadas na semana passada da Estrada Serra Mar e entregues ao jornalista Pulo Roberto Araújo do Jornal “O Globo” serviram de solavanco para mostrar que a estrada estava precisando de uma recuperação urgente, o que levou a se tornar uma matéria do próprio jornal “O Globo”. Com isso, quem ganha é a população da Serra Mar, que tanto precisa dessa estrada. Enquanto nós passeamos, estamos de olho nas irregularidades.

Ernesto Galiotto
Ambientalista
www.egaliotto.com.br
e-mail: ambientalista@egaliotto.com.br

  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio

 tamoios cabo frio

  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio







varias casa e barracos na beira da lagoa vem poluindo e acabando com a beleza do local

  tamoios cabo frio
 tamoios cabo frio
 tamoios cabo frio

  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
  tamoios cabo frio
 tamoios cabo frio
 tamoios cabo frio

Nenhum comentário:

Postar um comentário