Windows Live Messenger + Facebook

segunda-feira, 26 de março de 2012

Tamoios

História.
A Guerra de Cabo Frio (Tamoios)

A chamada "Guerra de Cabo Frio" aconteceu em 1575, quando o governador do Rio de Janeiro, Antônio Salema, reuniu poderoso exército com gente da região da Baía de Guanabara, São Vicente e Espírito Santo, apoiado por grande tropa tupiniquim catequizada. Os oficiais e soldados seguiram por terra e mar, tendo como objetivo liquidar o último bastião da Confederação dos Tamoios e acabar com o domínio francês que já durava vinte anos em Cabo Frio. O início destes conflitos aconteceu na região onde hoje é conhecida como Tamoios (referência aos índios que povoavam a região) onde hoje fica o 2º Distrito de Cabo Frio.
Após o cerco e a rendição da fortaleza francotamoia, dois franceses, um inglês e o pajé tupinambá foram enforcados, quinhentos guerreiros assassinados a sangue frio e aproximadamente 1500 índios escravizados. As tropas vencedoras ainda entraram pelo sertão, queimavam aldeias, mataram mais de dez mil índios e aprisionaram outros tantos. Os sobreviventes, refugiaram-se na Serra do Mar e Cabo Frio.

A baixada litorânea, de Macaé até Saquarema, devido a carnificina levada a efeito contra os índios, ficou transformada em um verdadeiro deserto humano, e somente movimentada com a passagem esporádica dos Goitacazes que incursionavam por estas terras a procura da caça e pesca. Embora os portugueses não tivessem colonizado Cabo Frio após o massacre de 1575, estabeleceram um bloqueio naval mais ou menos eficiente com base no município do Rio de Janeiro.
Mas, entre 1576 e 1615, com a perda da independência de Portugal para a Espanha o porto de Araruama voltou a ser frequentado por navios franceses, ingleses e holandeses em busca de pau-brasil, tornando-se também a base da pirataria contra embarcações portuguesas que procuravam dobrar o cabo. Depois de 1580, com a submissão de Portugal, a Espanha redobrou a presença destes navios que carregavam as bandeiras inimigas dos castelhanos.

Inicio da Urbanização

Foram construídos dois engenhos para a produção de aguardente em Araruama e erguida, pelos jesuítas, a Fazenda Campos Novos (Bairro de Tamoios), futuro estabelecimento agropecuário modelo e foco importante de colonização do atual Distrito de Tamoios. Inicialmente, a fazenda foi destinada a criação de gado para o abastecimento de açougues cariocas e de lavras de ouro das Minas Gerais.E na Praia da Rasa Bairro de Tamoios era aonde os Negros chegavam para trabalhar como escravos na Fazendo Modelo Imperial.

História Econômica e Social de Tamoios.

Tamoios já foi um dos maiores produtores de Laranja e Arroz do Brasil, e um importante pólo Pesqueiro no Estado, hoje Tamoios é responsável por 75% dos Royalties do Petróleo de Cabo Frio e maior produtor de Areia de construção do Estado, e tem uma das maiores Usina de Etanol do Brasil a AGRISA, com uma população de aproximadamente 60 mil habitante Tamoios tem uma comércio relativamente forte, não é mais, pois não existe incentivos, e boa parte do que consumido em Tamoios e Comprado no município de Rio das Ostras, que alias é lá que a população revolve seus problemas, como Bancos e compras de bens duráveis, pois a área urbana de Tamoios Fica a mais de 45 km de distância de Cabo Frio. Pois Tamoios Conta com apenas uma agência Bancaria do Itaú e agora o Banco do Brasil está a dias de abrir mais uma agência que será muito bom para a população.

Emancipação Sonho Antigo.

A luta pela Emancipação de Tamoios Começou em 1991, quando com o Movimento de Emancipação de Búzios, Tamoios se juntou para lutar pela emancipação, porém após o plebiscito a população votou favorável a emancipação, porém Cabo Frio entrou na justiça, alegando que em Tamoios não hoje quórum, entretanto os magistrados indeferiram tal apelo da prefeitura de cabo Frio, pois alegaram que a lei não dizia que tinha de ter quórum no distrito e sim na área emancipada e desta forma alcançamos junto com Búzios o nº de que precisávamos, e mesma assim diante de uma acordo Político entre o grupo político de Cabo Frio e Búzios, Tamoios continuou com Cabo Frio, mesmo Búzios sozinho não atendia os requisitos de Emancipação da época. O Sonho não Morreu e em 1994, A população novamente se organizou pedindo a emancipação conseguimos através de uma ação popular da entrada na ALERJ solicitando a EMANCIPAÇÃO DE TAMOIOS, porém em uma ação antiregimental, as assinaturas do Abaixo Assinado que pedia nossa Emancipação foram retiradas do processo e novamente o sonho de Liberdade política e administrativa nos foi roubados, mais a luta continuou, mesmo apos a mudança em uma lei federal em 1996, que pedia que as emancipações seguisse uma regra federal, a qual ainda está em tramitação no Senado (já foi votado e aprovado na câmara federal) que é a PEC 13/2003, diga-se de passagem, tamoios cumpri todos os requisitos deste projeto de lei, mesmo assim em 2007 foi reaberto o processo de emancipação e alegando a forma anti regimental como foi encerrado o processo de 1994, e em uma manobra "política" o Dep. Est. Alair Correa colocou a matéria em pauta sem que o Dep. autor do projeto estivesse presente, diga-se de passagem, que o mesmo Dep. era suplente na CCJ e como a seção existiam três faltas o dep. poderia votar e com um voto iria ao plenário. E com essa manobra foi arquivado o processo, e nosso sonho novamente adiado, mais em março de 2008, uma nova aliança entre população lideres políticos locais e Empresários, o processo foi desarquivado através do Dep. Est. Paulo Ramos do PDT, porém com a proximidade das eleições municipais o processo ficou parado esperando entrar na pauta na CCJ, mais com uma ação para tenta impedir a emancipação de Toda Tamoios que possui 323 Km², aprefeitura de Cabo Frio, través do novo plano diretor dividiria Tamoios em mais dois distrito, com essa ação a prefeitura de Cabo Frio, forçou que Todos em Tamoios novamente se unisse, independentes, a maiorias dos partidos políticos, população em geral manifestou - se contraria a este ato, os empresários se uniram e contrataram um advogado para que entrasse com mandado de segurança para que esta matéria não fosse votada enquanto o processo de emancipação não tivesse seus tramites na ALERJ. Com isso deu novo animo a população que voltou novamente a se organizar pela emancipação, os empresários se unirão estão financiando uma ação no supremo tribunal de Brasília pela emancipação de Tamoios.ResumoMesmo Tamoios sendo responsável por aproximadamente 83% da receita do município, o distrito tem 0% de saneamento básico, a sua orla com mais de 13 km de extensão, teve sua urbanização feita sem um estudo apropriado, não temos escolas suficientes, não temos escola de nível técnico Enem de nível médio, nossos jovens te de estuda no distrito de Barra de São João no município de Casimiro de Abreu, que é cinco vezes menor que tamoios, e em Rio das ostras. Não temos um hospital, o que temos, não passa de pronto Socorro e mesmo assim a mais de um ano sofre com faltas de médicos tendo vários processos de mortes por negligencia, dessa forma o apelido do hospital é "Ta morto" referencia as mortes por negligencia e seu nome oficial que é hospital de Tamoios, que não pode funcionar como hospital porque não possui tratamento de esgoto. Parte de seus moradores trabalhão fora de Tamoios e Cabo Frio, buscam seu sustento em Rio das Ostras e Macaé, e as autoridades de Cabo Frio nos ironizam perguntando para que queremos emancipar. O povo de Tamoios sabe que nas mesma condições que nosso distrito se encontra, no Brasil existem muitos outros, o que reivindicamos é que deixem os Tamoienses administrar seus recursos e organizar sua cidade, pois é fato que Cabo Frio só nos quer como parte do município “deles” por causa dos Royalties e utilizam todos nossos recursos em Cabo Frio e Tamoios é largada a própria sorte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário